segunda-feira, janeiro 24, 2011

Por um ponto se ganha, por um ponto se perde.


É assim no Rugby como na vida.

Ao fim de 159 minutos sempre à frente numa eliminatória perdemos no último minuto por 1 ponto.

Todos nós estamos tristes e devemos estar tristes por esta derrota, aliás temos obrigação de estar tristes. Mas todos nós como equipa e como clube temos que aprender a crescer com o que aconteceu. Temos de tirar as nossas ilações, temos de ganhar experiência com isto e acima de tudo temos que tirar o que há de bom e de positivo nesta derrota.

Tenho a certeza que vamos fazer exactamente isso. Tenho a certeza que voltaremos ainda mais fortes, e que o trabalho que estamos a fazer vai dar frutos, seja este ano, seja no próximo, ... seja quando for. Quando se trabalha como estamos a trabalhar e com a qualidade das pessoas que temos como treinadores, managers, jogadores, etc ... as vitórias mais tarde ou mais cedo vão aparecer.

Não tenham uma dúvida sobre isso, eu vos garanto.

É um orgulho estar e trabalhar com vocês todos os dias e saber que vocês são o CDUL. Honraram a camisola como ninguém, e todas as pessoas do CDUL, sejam as do passado, as do presente e as do futuro têm um enorme orgulho de vocês. Parabéns por isso! Não é fácil conquistarmos a admiração e o orgulho das pessoas, ainda por cima num clube que já ganhou tanta coisa.

Por vezes é mais difícil representar e honrar a camisola de um clube do que ganhar. Não é que ganhar não seja importante, ganhar é o mais importante, é para isso que se treina, é para isso que se joga, ... é sempre o objectivo final. Mas há que saber ganhar e vocês já começam a saber o que é isso, pode demorar um bocadinho mais ou um bocadinho menos do que cada um de vocês pensa, mas já não falta muito!

Aproveito para vos pedir que não vão para sites, blogs, etc... fazer comentários que não sejam construtivos. Dizer que foi de A, ou de B, ou dizer que foi por causa do árbitro, da lesão deste ou daquele, do vento, etc ... Isso são desculpas de mau perdedor! E para se ganhar há que saber perder! Esses comentários pobrezinhos e ordinários são coisas de futebol, apesar de infelizmente já acontecerem bastante no Rugby em Portugal, mas não no CDUL. Não estraguem o Rugby, que é este fantástico desporto que todos jogamos ou já jogámos. Deixem isso para os outros, para os que não entendem o que é o Rugby e os valores que estão associados ao Rugby ... enquanto isso nós continuamos a treinar, a trabalhar, e ficamos ainda mais fortes para o que vêm aí.

Mais uma vez quero vos dizer que tenho um orgulho enorme em vocês e vemos-nos no treino de hoje, à mesma hora de sempre.

Um forte abraço,

Lourenço Fernandes Thomaz
Presidente do CDUL

15 comentários:

Anónimo disse...

Caro Lourenço e todos os CDULISTAS, não posso deixar de aproveitar esta oportunidade para vos dar os Parabens pelo trabalho que têm desenvolvido.
No final do jogo de sábado, tive oportunidade de dizer aos Lourenço, Pedro e Luis que estavam no caminho certo e que mais cedo ou mais tarde as victórias iriam aparecer. Disto não tenho duvida. Relembro apenas as palavras avisadas do Lourenço sobre a postura diferente de estar no rugby. Com trabalho, respeito e humildade serão CAMPEÕES.
Tenho a certeza que as vossas/nossas referências, Engº Pinto Magalhães e Bernardo Marques Pinto entre outros, estão orgulhosos de vocês.
Um forte abraço a todos os que estão envolvidos neste caminho do CDUL para o sucesso.
Manuel Barros

Anónimo disse...

que grande presidente!!!

Antonio Mota disse...

Fiquei fortemente sensibilizado com a sua mensagem,tão pedagójica,num momento de natural tristeza e desilusão para a família CDUL.
Acreditem porém,que com esta cultura,vocês já são uns grandes campeões e vencedores,não só hoje,como de certeza amanhã.
Acreditem,o caminho é este e por favor,não de desviem dele.

Com amizade e admiração

Anónimo disse...

CDUL!!!!FRANCISCO FERNANDES THOMAZ

Antonio Aguilar disse...

Sendo de um clube adversário como o G.D.Direito mais razões encontro para elogiar a magnífica mensagem do presidente do CDUL que ilustra bem o espírito do rugby.Onde estiverem tanto o engº Vasco P.Magalhães como o inesquecível Bernardo Marques Pinto, meu adversário nos relvados durante tantos anos,estarão orgulhosos desta maneira de enfrentar esta dolorosa derrota. Reforço o que há muito tempo digo e escrevo,apesar do GDD portar-se bem nas finais, este sistema de Campeonato só se justifica (meias e final)em países onde os finalistas recebem muito dinheiro. O melhor é a Final Four - seis jornadas com 12 jogos muito competitivos e com público.

Abraço

António José Aguilar

Anónimo disse...

alguem pode explicar como foram as lesoes e como estao as pessoas?

miguel rodrigues disse...

Ambas as lesões foram em tentativas de placagem ao Hafu, choque das cabeças nas pernas do Hafu embalado.
Fizeram exames no hospital que não indicaram nada de grave, já sairam e estão bem, obrigado

Anónimo disse...

Um mail amigo despertou-me para estas palavras do Presidente do CDUL.

A lucidez patenteada nas suas palavras, num momento de tristeza e amargura; a confiança demonstrada preconiza um futuro risonho.

A amargura e o drama do resultado recordou-me a derrota do (meu) XV do Vitória frente à Académica , (duas épocas atrás), no jogo do título e subida de divisão em rugby.

O crer e o querer, a superação e a entrega a uma magnífica modalidade certamente produzirá frutos que brilharão mais alto que o choque deste minuto 160 !!!

Parabens ao PRESIDENTE que com sábias palavras engrandece , esta magnífica modalidade e o desporto em Portugal.

Forte abraço a toda a Família CDUL !

J.P.P.
Vitória F.C. Rugby

Anónimo disse...

Esta é uma mensagem que define uma forma de estar no râguebi e que é a única forma compatível com os valores do râguebi.

O desportivismo e o respeito pelos adversários não é incompatível com a forte vontade de vencer. É pena que nem todos percebam isto.

Os meus parabéns ao Presidente do CDUL. O espírito que presidiu à criação do clube continua bem vivo!

Pedro S. Martins

Escolinha de Rugby da Galiza disse...

" Por vezes é mais difícil representar e honrar a camisola de um clube do que ganhar" palavras fortes, verdadeiras e justas de alguém que lembra aos outros, os seus, o que verdadeiramente é essencial para além da vitória...honrar a camisola do seu clube.
Parabéns Sr. presidente do CDUL...é em momentos como estes que a nossa escolinha vai crescendo nas boas práticas dos outros.

Zé Alpuim disse...

Oi Lourenço, um Grande Abraço!

Estou passando a tua mensagem aqui pelos meus "meninos" da Bahia.

E como dizia Pierre de Coubertain: "o importante não é ganhar, mas TENTAR ganhar!".

Zé Alpuim

Anónimo disse...

Este sim é o verdadeiro espírito dessa grande instituição desportiva que é o Rugby.
Quem assim semeia não esperará muito a colher grandes proveitos.
Parabéns Cdul!
Manuel Castro Santos.

Anónimo disse...

É de facto uma mensagem que mostra bem o espírito do CDUL dentro do rugby. Palavras que transmitem um sentimento comum a todos nós, jogadores ou ex-jogadores, e que nos faz ter orgulho desta querida modalidade. Na verdade, o sentimento que descreve neste texto já foi com certeza realizado por uma grande maioria dos praticantes e dos clubes portugueses. A 1ª tentação é sem dúvida a desculpa fácil e a lamentação. Há jogos que nunca mais na vida esqueceremos, uns pela positiva, outros pela negativa, faz parte do jogo. Importante é conseguir manter a qualidade do trabalho. Parabens CDUL pelas enorme evolução pela qualidade de jogo crescente nos últimos anos. Parabens ao Belenenses que com certeza terá tido mérito nessa vitória complicada.

João Abreu Lima - CDUP

Anónimo disse...

Ja agora deixo aqui um grande abraço de melhoras ao Luis Bleck, que ama o CDUL e jogar rugby, mas por motivos profissionais mudou de equipa! Hoje fez um jogo inesquecivel mas infelizmente lesionou-se! grand abraço Bleck!!!!! as melhoras e força!

FDN500 disse...

Caro Lourenço
Parabéns pela mensagem de Presidente na hora da derrota num jogo.
Estes são os valores e os principios que aprendemos no rugby e que gostamos de transmitir. E que são bem mais importantes que qualquer jogo.
Um grande abraço Francisco Nóbrega