terça-feira, abril 22, 2008

Fotos do Belenenses - CDUL, 2ª parte









































































































30 comentários:

Anónimo disse...

boas fotografias

Anónimo disse...

ainda vão trazer o Tiago Girão??????

belem sempre

Anónimo disse...

vamos lá malta!! num jogo de rugby é sempre possivel dar a volta.. têm de entrar bem e o resultado vai aumentando! bora la

Anónimo disse...

O G (ou como é que o gajo se chama) placa alguém? É que só se vê o gajo a encostar as mãozinhas...

Bernardo disse...

só uma pequena correcção: em sub 18 o CDUP tá em primeiro com 64 pontos, e não 54.
Abraço

Anónimo disse...

As fotos são esclarecedoras da falta de placagem que vos custou o jogo, só o vosso 6 se vê a placar 4 ou 5 vezes...o belém vai ao Universitário para ganhar!!!

Bora Belém!

Anónimo disse...

tio e as fotografias do cdul-belem sub 20? nao vai publicar?
bia

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...

so se ve o gajo a encostar as maozinhas? Espero que ele"encoste as maozinhas" em ti pa tu veres o que é doce!

das duas uma ou não és jogador e és um daqueles que so vem pos blogs pa chatear ou deves ser muita bom e jogas num campeonato internacional qualquer onde placam à seria! ah é vdd e deves placar que nem um leao!

diz nos quem es que pa ver se aprendemos a placar ctg... va nao tenhas medo! assina!

Anónimo disse...

"diz nos quem es que pa ver se aprendemos a placar ctg... va nao tenhas medo! assina!"

acho que tambem nao assinaste... gosto de saber quem ensino!

Anónimo disse...

Já se sabe a que horas e dia é o jogo ou não ? Sempre dá na televisão ou vamos gramar outra vez o Benfica Agronomia ?

Anónimo disse...

Televisão ? Mas o CDUL não tem contrato com a Sportv. Só se foi alguma " generosidade " dos outros clubes, e não acredito!

Anónimo disse...

pq é q a marcação do CDUL x Pasteis desapareceu do site d fpr ?

Anónimo disse...

o G nao teve muito bem no jogo. e o centro tb ta preso por arames e nao jogou como sabe..
a ver vamos o proximo jogo.
mostrei a passa que o formaçao q entrou do belem leva. memoravel!!

Anónimo disse...

"acho que tambem nao assinaste... gosto de saber quem ensino!"

ensinas um sub 20 do cdul ze figueiredo.

Força diz la quem és a ver se tens coragem!

Anónimo disse...

tamos todos curiosos para ver quem deve ser este placador nato...

Anónimo disse...

sou o pê mê porque? e o Gê que nao se atravesse a minha frente se nao eq vai ver o q e salgado;)

Anónimo disse...

Do site espanhol Patada a Seguir:

«La ACR entra en coma»

Por Fermín de la Calle [insuspeito de antipatias com a ACR]

«Llevamos semanas viendo las mil y una peripecias que hay que hacer para reactivar nuestro rugby. Y el pasado fin de semana vimos, sino el último, sí uno de los capítulos decisivos del embrollo. Quizás el episodio que ha dejado malherida a la animosa ACR de Juan Carlos Martín [Hansen].

Una asamblea en Donosti auspiciada por el Bera Bera en la que se votó la creación de la Liga de 10 [completamente posta de parte, para 2008/09, a Liga Ibérica - e a ACR, para 2009/10, já só fala numa EVENTUAL L. Ibérica - esta era a última esperança da ACR organizar uma competição na próxima época; uma esperança infundada, qq que fosse a votação dos clubes, como veremos adiante] y se posicionaron las dos trincheras.

En la movilista estaban El Salvador, CRC, Berabera y Santboiana. En la continuista, Getxo, VRAC, Barca y Cajasol. Empate que no pudo romper Alcobendas al no tener voto por no haber pagado la cuota de 2.500 euros [o Ordizia, apesar de se manter na divisão de Honra, já abandonou a ACR].

Finalmente se resolvió el asunto por el voto de calidad de Hansen, el presidente. Se solicitó otra votación para la Liga de 12 y al final se instó a celebrar una nueva reunión en Madrid en un par de semanas.

Esta fractura abierta y pública entre las dos trincheras dibuja un panorama francamente complicado para la puesta en funcionamiento de una Liga profesional, más allá de si es con los portugueses o sin ellos, término al que la Federación se ha negado en redondo. Además, el CSD [Conselho Superior dos Desportos que, de facto, reconheceu a ACR, PORQUE esta pediu o reconhecimento dizendo que era formada por 10 clubes profissionais de rugby!!!] no ha transferido las competencias solicitadas por la ACR, con lo que el asunto se enroca más aún [ou seja, mesmo que os clubes da ACR tivessem votado sim a uma liga espanhola organizada pela ACR, ela não iria ser possível].

Valgan como resumen final de la Asamblea, las palabras de Hansen: "Estoy descontento por los resultados de este segundo día y la forma de trabajo. No hemos mirado por el bien del rugby, sino por los intereses particulares". Cierto es, pero la pregunta es ¿y no es eso lo que por lo que deben mirar los emisarios de los clubes?

El problema va más allá. ¿Existe infraestructura, afición y dinero para profesionalizar nuestra liga? ¿Es esa una alternativa real para un deporte al que los medios le dan la espalda, especialmente la televisión, un requisito innegociable para la entrada de esponsors y patrocinadores? Me da que esta guerra abierta tiene mala solución. Todos queremos que el rugby crezca, se consoliden unas infraestructuras que mejoren el nivel de los jugadores, de la Selección y, sobre todo, de la cantera. Pero cada uno tiene su receta. Y o se organiza una gran sentada con todos los interlocutores frente a frente, sin que falte ningún estamento, o estas mesas de trabajo acaban siempre empantanadas por el bloqueo de uno u otros. Nadie dijo que esto fuera a ser fácil, pero el camino empieza en el primer paso y ese ya se ha dado. Aunque el camino será largo, muy largo, otros lo han completado antes que nosotros. ¿Por qué aquí va a ser diferente? Ánimo a todos.»

Ânimo, sim! Pés assentes na terra e não pensar que tudo se resolve com voluntarismos e esperteza saloia, também!

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
miguel rodrigues disse...

Este último comentário foi apagado porque o autor ao não assinar não tem o direito de dar lições de moral.

Anónimo disse...

O miguel apesar de fazer um bom trabalho tem mostrado ultimamente alguma prepotencia digna do primeiro ministro de portugal...

Mas enfim, o site eh seu faz o que quer nao eh?

Pedro Joao Guedes

Anónimo disse...

É! ou como tu escreves: "eh"!

Anónimo disse...

É o problema de ter um teclado Inglês...

Mas já que vamos corrigir, então a seguir ao ponto de exclamação pode escrever com letra maiúscula?

Obrigado.

Respeitosamente,

Pedro João Guedes

miguel rodrigues disse...

Caro Pedro João Guedes,

Obrigado por assinar, percebo que às vezes seja um bocado irritante a minha intervenção e o apagar de alguns coments.

Mas se a minha atitude pode ser equiparada a censura, oque dizer dos anónimos que ofendem, achincalham, lançam boatos e provocam.

No último caso, o jogador do CDUL identificou-se a pedido do outro anónimo, e este manda mais umas bocas escondido pelo anonimato, acha normal?

Quanto ao cargo de primeiro ministro não está nos meus objectivos imediatos, mas a longo prazo pela qualidade de quem lá nada sou capaz de ter algumas hipóteses. Por enquanto estou em disputa pelo lugar do Feijoca, mas está dificil, é um tipo cheio de influências.

Anónimo disse...

Não percebo a intençao deste senhor. Alguns clubes portugueses foram convidados para estarem presentes e o Benfica até esteve . Esses clubes sabem muito bem como as coisas se estão a processar. E não aconteceu nada de novo, pelo menos , negativamente. A taça Ibérica vai mesmo ser disputada e ninguém falou que o eventual, e desejável, digo eu, Campeonato Ibérico começava para a próxima época. Poderá começar em 2009/2010. Continua a ser possível. Há gente que se arma em conhecedora , que não partilha nem assume responsabilidades, mas , depois, querem participar. Depos, claro, de tudo fazerem para boicotar as iniciativas dos outros.Que gentinha!
Porque é que não discutem do interesse ou desinteresse desta proposta para o rugby nacional? Com argumentos, com ideias. é mais fácil montar-se ba burra, não é ?

Anónimo disse...

Continuo sem perceber porque é que os adeptos do Belenenses falam tanto do Tiago Girão!! Juro que não percebo!!! Devo ser estúpido!!! Já agora e se o Tiago viesse jogar? Não podia? Era algo que os regulamentos não permitiam?

Na época transacta porque é que o Belenenses trouxe o Diogo Mateus para vir jogar nas últimas jornadas?

É preciso saber ganhar. O Belenenses ganhou, e bem, a 1ª mão da meia final. Vamos esperar pela 2ª mão e no fim se fará as contas. Se o Belém for à final serão as pessoas do C.D.U.L. as primeiras a dar os parabéns ao Belenenses, mas sem arrogâncias ou faltas de consideração pelos adversários. Para ganhar também temos que ter nível e respeitar os nossos adversários.

Quanto ao tão famigerado título vamos com calma. Nós no CDUL ainda não deitámos a toalha aos chão. Sabemos que neste momento o Belém tem 95% de possibilidades de estar na final, mas enquanto o 2º jogo não acabar nós vamos lutar.

E o título nunca foi uma obsessão e nem nós nunca o dissemos que seria. Sabemos bem o que queremos para este clube e os passos que temos que dar para lá chegar. Lembro as pessoas que à 2 épocas atrás estávamos a disputar uma meia final, MAS PARA NÃO DESCER DE DIVISÃO. Precisamos de tempo para esta equipa crescer, e quando atingir a sua plenitude, aí sim seremos sérios candidatos ao título.

Quando pudermos investir o mesmo que 2 ou 3 clubes deste campeonato investiram e quando tivermos as mesmas condições de trabalho aí sim seremos candidatos. Mas fiquem descansados quando aí chegarmos nós avisamos. Até lá vai-nos dando um gozo bestial que falem de nós, nem que seja para dizer mal, caluniar e inventar notícias a nosso respeito. É sinal que já olham para nós.

Abraços

Pedro G.

Anónimo disse...

É engraçado, fala-se do título como tal dependa do jogo do CDUL com o Belenenses. Então e Agronomia e o Benfica, não contam?
Quando e quando e quando , se e se se, por amos de Deus. Estão à espera que os outros clubes parem à vossa espera ?Já ouço essa conversa do crescimento da equipa há quatro anos...O melhor é esquecerem as escolas e contratarem mais estrangeiros. Afinal até já o fazem para os júniores.

Anónimo disse...

Ao anónimo das 11:46 AM (Abril 23),

Com certeza que, depois de me chamar "gentinha", não está à espera que eu lhe responda a sério.

Por isso, dir-lhe-ei que sou pago pela FPR (recebendo também, ainda que irregularmente, algumas massas da FER), cabendo-me o sórdido papel de ajudar a montar uma CABALA contra a Liga Ibérica. Porém, o meu interesse não é apenas de ordem financeira; sou também comandado pela inveja, pelo ressabiamento e pelo facciosismo.

Quando quiser debater assuntos a sério e sem insultos, avise.

Cumprimentos.

Anónimo disse...

Do site espanhol Patada a Seguir:

«Dimite la junta directiva de la ACR»

Por Fermín de la Calle

«En conversación telefónica de esta misma tarde (miércoles), el presidente de la ACR, Juan Carlos Martin, Hansen, ha comunicado a este blog "la dimisión de la Junta Directiva de la ACR en la próxima Asamblea del día 3 de mayo, en la que se convocarán elecciones a la misma".

Hansen se mostró "desanimado tras lo ocurrido en la Asamblea celebrada en San Sebastián. Nosotros habíamos planteado un camino con un proyecto a tres años y un producto, la Liga Ibérica. Se habló de unas reglas: un camino único y un plan de contingencia que decía que lo aprobado anteriormente no volvería a ser votado para poder ir avanzando.

Se había logrado un calendario consensuado, aunque obviamente podía causar algún inconveniente a determinados equipos una vez finalizada la Liga. Pero tras lo ocurrido el pasado fin de semana, tenemos claro que el rugby español no sabe hacia dónde va ni hacia dónde quiere ir".

El presidente de la ACR también manifestó en la conversación "haber tenido problemas con mi propia Junta. La culpa es de todos, incluida la Junta de la ACR, que no ha sabido manejar las decisiones y a los equipos en favor de un avance hacia los objetivos señalados al principio.

No queríamos que la ACR se convirtiera en una prolongación de las asambleas de la FER en las que se retoman temas ya aprobados, por lo que es imposible seguir avanzando. Pero no ha podido ser. Pese a que en un principio se aprobó dividir el trabajo en tres comisiones (deportiva, jurídica y de patrocinio y económica), la decisión de algunos clubes el pasado fin de semana ha demostrado que todos no miran en el mismo sentido".

Hansen, sin embargo, destaca que "hay muchas cosas aprovechables de todos estos meses de trabajo. Me he entrevistado con al ERC, la IRB, La Federación portuguesa, la FER... Y al final el asunto es que no nos entendemos entre nosotros mismos. El próximo día 3 los clubes que han frenado este proyecto tendrán que ofrecer algunas alternativas, asumir responsabilidades, aportar...

Personalmente no tengo ganas de perder más el tiempo así. Cuando inicié este proyecto, buscaba un cambio estratégico en el rugby español, algo que pudiera ofrecer un producto distinto, vendible, atractivo. No ha podido ser y es hora de dejar el sitio a otros".

Aquí acaba la vida del primer gran proyecto de profesionalización de nuestro rugby. Gracias a Hansen y la gente que ha trabajado con él muy duro (servidor puede constatarlo) tratando de obtener el quorum de un rugby, el español, en el que, como siempre, cada uno va a lo suyo. Mal asunto.»

Anónimo disse...

Miguel (e perdoe-me escrever com H para dar acentuacao, mas dah mt trabalho fazer copy-paste),

Percebo perfeitamente que o insulto barato e que o responder com insultos a pedidos de identificacao seja uma atitude um pouco infantil talvez ate cobardolas, porem no cyberespaco as pessoas encontram o metodo mais simples de expressarem o que realmente sao, e cada um fica com os seus actos, assim penso que o acto de censura, acaba por o colocar numa posicao que se calhar nao demonstra uma superioridade intelectual em relacao a quem pratica esses insultos.

Ate porque, ja se sabe que nunca se deve discutir com idiotas (e nao me dirijo a ninguem, apenas uma ideia generalista). Isto porque eles nos arrastam para o nivel deles e depois ganham-nos na experiencia...
E a conclusao disto mesmo sucedeu ha algum tempo atras quando teve que fechar os comentarios. Eh muito mais facil 5 pessoas encherem-lhe o blogue de insultos do que o Miguel apagar todos os insultos.

Quanto a ser primeiro ministro, creio que fazer melhor que o senhor Socrates (note que nao me referi a este senhor como Eng., porque ele nao o eh) nao sera dificil em varios departamentos. Ainda assim, por muito que bloqueie comentarios ou os apague, acredito que nunca chegara ao nivel de despotismo que esta o primeiro ministro de alguns portugueses... (mas as vezes eh isso mesmo que o povo portugues precisa nao eh?)....

Melhores cumprimentos,

Pedro João Guedes